assinatura eletronica

Por que a assinatura digital é importante para advogados?5 min read

Tempo de leitura: 3 Minutos

No mundo hiperconectado de hoje, os métodos tradicionais de assinatura e autenticação de documentos estão cada vez mais sendo substituídos por inovações tecnológicas, como assinaturas eletrônicas.

No meio jurídico, a gestão de assinaturas interfere diretamente na rotina, seja do departamento jurídico ou escritório de advocacia. Na produtividade, na celeridade de seus processos e até mesmo no aproveitamento de seu espaço físico.

Não há mais como negar que a internet mudou completamente a forma como o ser humano se relaciona e realiza o seu trabalho. A questão atual é como fazer com que as transações e atividades aconteçam de forma segura, lícita e confiável.

Isso inclui a regulamentação do uso de documentos digitais, gerenciamento de dados eletrônicos e até o tema deste artigo: a assinatura digital. 

Afinal, o que é uma assinatura digital?

Como o nome já explica, ela tem a função de reproduzir a assinatura da pessoa em um documento eletrônico, de forma segura e veraz. 

É uma chave digital privada, vinculada a um certificado digital, que assume a legalidade de uma assinatura comum, assim como no papel. 

Para os advogados, a assinatura digital e o certificado digital podem ser incluídos diretamente nas carteiras da OAB, que vêm com um chip eletrônico com esse propósito.

Embora pareça algo frágil, a assinatura digital é completamente segura, pois é criptografada, ou seja, protegida por códigos que fazem com que apenas o seu dono consiga utilizá-la, e vinculada a um certificado digital, que é uma identidade virtual que permite a identificação de uma pessoa e validação de sua veracidade.

O certificado e o aceite são gerados por uma Autoridade Certificadora (AC) que associa a pessoa a uma chave criptográfica que confirma a identidade do utilizador.

Assinatura digital é o mesmo que assinatura eletrônica?

Embora a assinatura digital seja uma das espécies da assinatura eletrônica, elas são usadas de forma e para meios diferentes.

Enquanto a primeira utiliza criptografia e permite aferir a origem e a integridade do documento, a outra é gerada a partir da grafia de uma assinatura na tela de um dispositivo (computador, celular e tablet) e precisa ser provada de acordo com alguns critérios.

Tem validade legal?

Tanto o certificado digital quanto a assinatura são legais e atestados pela Infraestrutura de Chaves Públicas Brasileira (ICP-Brasil), uma parte do Instituto Nacional de Tecnologia da Informação (ITI), que é um órgão do Governo Federal responsável pelo tema no Brasil.

Em resumo, documentos assinados digitalmente têm o mesmo valor legal de documentos assinados em papel.

Vantagens da adoção de assinatura digital

1. Segurança

Os dados de “impressão digital” de identificação em uma assinatura digital permanecem permanentemente incorporados a um documento. Os sinais de que alguém adulterou ou alterou um documento após assiná-lo podem ser facilmente detectados.

Por meio do uso de tecnologia de verificação de criptografia, conhecida como Public Key Infrastructure (KPI), uma assinatura digital oferece o padrão mais alto e verificável para identificar um indivíduo por meio de uma assinatura eletrônica. 

2 – Conformidade legal

Mais países estão começando a aceitar assinaturas digitais em documentos juridicamente vinculativos porque entendem que os protocolos de segurança oferecidos por fornecedores estão em conformidade com os padrões internacionais na área.

3 – Mobilidade

A biometria também permite que os documentos sejam assinados, buscados e analisados em qualquer lugar, com dispositivos móveis como tablets e smartphones ou ainda via SMS. Isso dá ao signatário mais mobilidade e agiliza o processo.

Imagine um cliente de um escritório de advocacia que esteja viajando e precisa assinar um contrato. Com a biometria digital ele pode fazer essa assinatura de qualquer lugar onde esteja, desde que tenha acesso à internet.

Conclusão

Para o advogado, possuir uma assinatura digital que tenha validade jurídica significa não precisar ir até o fórum para assinar e protocolar petições ou consultar processos e autos.

Tudo isso passa a ser feito digitalmente. Para os advogados, o uso mais comum é nos peticionamentos eletrônicos.

Além da dinamização do trabalho que o ambiente online oferece, possuir uma assinatura digital traz economia em gastos relacionados à locomoção, impressão e envio de documentos para o advogado.

Trabalhar com documentos eletrônicos também facilita a organização, fluxo de trabalho e monitoramento de prazos, como também evita extravios e perdas, pois todos os documentos podem ser armazenados online, mantendo-se acessíveis a qualquer momento e de qualquer lugar.

Todos esses benefícios podem ser conciliados com um sistema de gestão e controle de processos, como o Projuris Empresas.

tecnologia

Outros artigos:

Gestão alinhada com inovação dos processos é crucial para sucesso da automação com ODRs

O Open Banking começou de verdade. Você já entendeu qual o impacto disso?

Certificação digital na mediação e conciliação

Implementar a LGPD não é tão simples na prática, mas é possível de ser realizada de maneira objetiva

O futuro presente do trabalho precisará incorporar também as dinâmicas digitais e remotas

%d blogueiros gostam disto: